O SPACE Architecture & Interior Design :: Centenária Casa Felisberto

Centenária Casa Felisberto

Porto, Comércio/Retalho

Uma casa centenária, um projeto para durar mais um século. A conjugação do tradicional e do moderno na Centenária Casa Felisberto adiciona um novo elemento à equação: o otimizado.

Como o nome deixa escapar, a Centenária Casa Felisberto é já uma oficina de mármores secular, a mais antiga do Porto em funcionamento. Fundada por Felisberto Alves Baut, bisavô do atual proprietário, especializa-se no desenho, fabrico e fornecimento de pedra mármore e granito para aplicação doméstica, arquitetónica e monumental, focando, sobretudo, na arte sacra e tumular. É conhecida pelo serviço personalizado que presta, com atenção ao detalhe, qualidade e expectativas dos seus clientes, e pela constante inovação na indústria marmorista, com a introdução de técnicas e materiais mais modernos na produção das peças, conquistando já até mercados internacionais.

Propusemo-nos a desenhar e projetar uma Centenária Casa Felisberto mais estruturada e organizada, mas fiel à tradição e reputação que tem vindo a manter, com um estudo aprofundado das suas necessidades e objetivos comerciais, de forma a chegarmos a uma solução otimizada.


Começámos por reorganizar a disposição do espaço. Quando conhecemos a oficina pela primeira vez, deparámo-nos com materiais e produtos a obstruir a entrada e a passagem dos clientes, tornando toda a experiência de visita confusa, podendo impedir a concretização de novos negócios. Assim, optamos por desenhar móveis de exposição para as esculturas e memoriais, com portas de vidro para proteção das peças, que estavam anteriormente dispostas em prateleiras de madeira sem qualquer proteção. Sendo uma oficina de reduzidas dimensões, especialmente em largura, a deambulação pelo espaço podia causar a queda das peças, correndo o risco de partirem.

Antes - Entrada da Centenária Casa FelisbertoAntes - Prateleiras com esculturas
Durante muitos anos, o teto foi azul e as paredes cobertas de esculturas religiosas. O avô do atual proprietário dizia que assim os santos chegavam mais rápido ao céu. Quando conhecemos o espaço, estava tudo branco e tinha-se perdido essa característica, pelo que decidimos resgatá-la. Pintamos o teto e os móveis de exposição de azul, assim como alguns pormenores na entrada, como a caixa do correio, o pequeno candeeiro suspenso e a reentrância na parede com a escultura do Santo António. Como marmorista que é, a Centenária Casa Felisberto fabricou bases em pedra mármore para assentar os móveis de exposição, permitindo dar continuidade ao trabalho que desenvolve. Também na entrada se colocaram alguns letreiros antigos da oficina para complementar a decoração.

Antes - Teto em restauraçãoDepois - Móvel de exposição na entrada
Por fim, para que o proprietário pudesse receber clientes e fechar novos negócios, o estudo do espaço para a projeção de uma zona de escritório foi fundamental. Optou-se por uma estrutura mais elevada, com uma escada em madeira para acesso e uma janela a todo o comprimento com um caixilho em azul. O branco e os tons de madeira do mobiliário predominaram e o escritório foi projetado de forma a ser o mais otimizado possível, com um arquivo e organização vertical de materiais e um aproveitamento da base da janela para disposição de equipamentos maiores como o computador e a impressora. A escolha dos módulos de arrumação em todo o escritório foi essencial, visto tratar-se de um espaço bastante pequeno.

Depois - Escritório da Centenária Casa FelisbertoDepois - Prateleiras com organização de materiais