O SPACE Architecture & Interior Design :: Apartamento Aldoar

Apartamento Aldoar

A cozinha é o coração de uma casa. Nela somos criativos, partilhamos experiências, passamos tradições e transportamos aromas e energias para o resto da casa. Comporta-se não só como um espaço emocional mas também funcional, pelo que a maximização de todos os cantos é uma prioridade. Num apartamento tradicional em Aldoar, no Porto, optou-se por unir a cozinha e a sala para criar uma solução em open space, proporcionando a sensação de que o espaço é maior do que realmente é. Adequar os interiores às funcionalidades de cada divisão é um desafio, já que o objetivo passa sempre por criar uma transição leve e harmoniosa, num espaço acolhedor e convidativo.

  • Design de Interiores e Execução de Obra

Projeto de interiores e obras

Num espaço de dimensões reduzidas, o open space é a solução mais acertada, já que permite otimizar a área disponível e adapta-se às novas dinâmicas de convívio e descontração das pessoas.

Optou-se por utilizar uma ilha central como forma de transição da cozinha para a sala, ganhando-se mais espaço na bancada para eletrodomésticos e utensílios, já que o lava-louça foi encastrado nesta zona. Por outro lado, a ilha também funciona como uma estrutura para arrumos a toda a volta, com portas e gavetas, sendo uma adição favorável ao espaço.

Nos móveis da cozinha, bem como na maior parte do apartamento, optou-se por madeiras em lacado branco e naturais, no caso da ilha, trazendo ainda uma maior sensação de amplitude e luminosidade. Por cima da bancada colocou-se uma parede de azulejos em azul, dando um toque diferente a todo o conceito minimalista do espaço. Foi também essencial criar armários despenseiros com arrumação otimizada, além da pequena despensa já existente no corredor.

Tendo o apartamento apenas uma casa-de-banho, era necessário otimizar também ao máximo o espaço, pelo que o móvel suspenso potencia a arrumação e oferece um toque de elegância ao WC. Nos quartos, reabilitaram-se as janelas altas em alumínio, não retirando a elevada luminosidade dos espaços.