O SPACE Architecture & Interior Design :: Pedro dos Frangos

Pedro dos Frangos

Com 60 anos de história, o Pedro dos Frangos é um dos estabelecimentos mais antigos da cidade do Porto. Recuperar as raízes desta casa icónica na Invicta e preservar a sua identidade incluiu a reabilitação da fachada e a projeção de uma parede de memórias, que conta a história do restaurante através de fotografias, notícias e mensagens de clientes.

  • Reabilitação de Fachada, Design de Interiores e Execução de Obra

Projeto de reabilitação de fachada, interiores e obras

Sendo este espaço um restaurante típico de serviço ao balcão no piso inferior, a delimitação dos lugares e a passagem facilitada para os pisos superiores foi essencial, já que o balcão corrido constituía uma dificuldade ao atendimento. No balcão, optou-se então por colocar bancos altos e iluminação direta em cada lugar sentado, através focos de luz, para a garantir a correta disposição dos assentos e facilitar o serviço.

A parede em frente ao balcão foi uma das principais intervenções, com a projeção de um mural de fotografias, notícias, mensagens e elementos característicos do Pedro dos Frangos, de forma a que as pessoas pudessem ficar a conhecer a história do restaurante à passagem por este corredor. Optou-se por colocar molduras em preto de diferentes tamanhos e elementos decorativos em vinil autocolante e PVC, assim como um lambrim preto de elevada altura, de forma a facilitar a limpeza e desinfeção do espaço. Toda a decoração em tons de preto e branco remete para as fotografias antigas e memórias que se pretendiam preservar e apresentar aos clientes. No que diz respeito à iluminação, optou-se por uma calha de focos de luz direcionada para a parede, de forma a destacar todos os elementos.

A recuperação da antecâmara à entrada e da fachada do edifício foram também fulcrais para equilibrar todo o espaço, tendo esta última sido reabilitada com o tratamento da pedra e das fissuras das paredes, com a posterior pintura de todo o prédio. Nas portas e janelas optou-se também por recuperar a fachada de madeira que existia no início da construção do prédio, de forma a manter as características originais do edifício e eliminar o alumínio outrora colocado na fachada.